sábado, 13 de fevereiro de 2010

Da vocação ao precipício


deixai toda a esperança, oh vós que entrais!!!!!!!!
_______________________________________________


Há tempos identifiquei em mim um problema que é sempre recorrente. Para onde caminhe me deparo inevitavelmente com o precipício. Olho para baixo, a vertigem me deixa tonto, os sentidos embotados. A desesperança. O desejo de lançar-se. Reluto, e retomo meu caminho até que encontre mais um precipício e mais outra vertigem.Com o tempo inferi desta constatação que sou acometido de uma espécie de vocação," Síndrome do precipício" cujos sintomas são mais comuns do que possa parecer. Passa-se um tempo tranqüilo, a planície bela, a relva mansa, o vento cálido, o sol sorri como criança. Crê-se por certo tempo que tudo permanecerá assim . Quando menos se espera irrompe-se o precipício como uma imagem onírica em technicolor. Pessoas como eu trazem subjacente o precipício consigo e arrastam quem tiver ao lado. Não há saída. O céu torna-se turvo. As lufadas de vento congelam até os ossos. Um calafrio percorre o corpo. Você caminha pela escarpada vendo as pedras e todas as esperanças despencarem no vazio infinito e absoluto. O coração dispara sua marcha frenética e a sensação da morte é constante. O desfiladeiro parece dizer…….." precipite-se", " precipite-se" ,"precipite-se".


6 comentários:

  1. Só pro senhor ficar ciente: já estou na terceira leitura de Pedro Páramo e chão em chamas, tenho que ler muitas vezes porque tenho orgasmos literários múltiplos, tríplicos ... só Rulfo! Ai, ai. Precipite-se. Precipite-se. Precipite-se. Mas vá sozinho da próxima vez, certo? Bises.

    ResponderExcluir
  2. Hum... talvez seja como Niezstche disse... quando olhamos para o precipício ele olha para nós... e tornamo-nos um pouco daquilo que combatemos...
    Precipite-se... e alce vôo, quem disse que a queda tem que ser inevitável?
    =]

    ResponderExcluir
  3. To me sentindo na janela de um prédio e as pessoas gritando la embaixo, "pula,pula,pula"

    ResponderExcluir
  4. Quanto tiveres notícia sobre um tratamento para a "Síndrome do Precipício" faça-me o favor de dizer quem devo procurar... temo ser portador do mesmo defeituoso gene (posto que é uma destas enfermidades congênitas)... caso seja mal adquirido com o passar do tempo e do calejar da alma provocado pelo ato de viver da "nossa" forma... neste caso, o tratamento poderá incluir repouso e mudança de hábitos... e sei que não sou capaz e padecerei da dita síndrome até o fim de meus dias...

    ResponderExcluir
  5. Pois é!!! O meu chegou ontem e hj levei para terminar de dar uma configurada com a rede interna do colégio que eu trabalho.
    Ameiiiii o meu branquinho...ehe
    muito fácil de usar.
    Estou apaixonada! hahaha
    abraços.

    ResponderExcluir

Quer comentar? A discussão está aberta à liberdade total e irrestrita.